anúncio

anúncio

quarta-feira, 15 de março de 2017

Impetuoso

Impetuoso

Impetuoso como um cavalo de guerra,
Um soldado violento,
Um jovem impulsivo,
Um vento forte,
Um touro cheio de rompante.

O destino calmo feito à brisa da manhã,
Me colocou o banco de espera,
E me deixou lá esquecido
Até que eu acalmasse e entendesse
Que eu não dito o ritmo da vida...

Abaixei a cabeça e vim pedir permissão
Para o Senhor do Destino
E esperar, paciente
E segundo a sua vontade.

O destino me amansou
Com se amansa um cavalo bruto,
Me fez obediente, humilde
Calma e submisso ao tempo.
O destino mostrou
Para mim quem manda.

Aceitei a calma do tempo,
E sou feliz obedecendo
As leis do Senhor do Destino.

J.Nunes  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

anúncio